segunda-feira, 30 de junho de 2008

Maria do Rosário e Manuela empatam em segundo lugar em Porto Alegre, diz pesquisa

da Agência Folha, em Porto Alegre

Pesquisa do Instituto Methodus, encomendada pelo jornal "Correio do Povo", aponta tendência de segundo turno na eleição para a Prefeitura de Porto Alegre. José Fogaça (PMDB), que tenta a reeleição, lidera as intenções de voto.

A pesquisa ouviu 1.050 pessoas nos dias 24 e 25 de junho, tem margem de erro de 3,1 pontos percentuais e foi registrada na Justiça Eleitoral de Porto Alegre sob o número 06/2008. O levantamento não incluiu o nome do tucano Nelson Marchezan Júnior, cuja participação como candidato só foi confirmada ontem.

Na pesquisa estimulada, em que o entrevistado recebe uma lista com os nomes dos candidatos, Fogaça aparece com 28,1% das intenções de voto. Na briga pelo segundo lugar, estão a petista Maria do Rosário (19,6%) e a candidata do PC do B, Manuela D'Ávila (18,3%), enquanto Luciana Genro (PSOL) e Onyx Lorenzoni (DEM) estão empatados com 8,6%.

O índice dos que não sabem em quem votar é de 8,1% e votos brancos e nulos é de 8,8%.

A pesquisa espontânea, em que o eleitor escolhe sem que lhe seja apresentada nenhuma opção, revela que 72% dos entrevistados ainda não escolheram o seu candidato.

Nesta modalidade, Fogaça também desponta como líder (9,2%), sendo seguido por Manuela (4,6%) e Maria do Rosário (4,5%). Onyx e Luciana Genro empatam com 1%.

A rejeição de Fogaça também é maior: 31,8% dos entrevistados disseram que não votariam no atual prefeito. Onyx enfrenta rejeição de 24,3%; Maria do Rosário, de 21,7%; Luciana Genro, de 20,5%; e Manuela D'Ávila, de 15,8%.

Uol Notícias

domingo, 29 de junho de 2008

PMDB homologa candidato em Porto Alegre e espera apoio dos tucanos

GRACILIANO ROCHA
da Agência Folha, em Porto Alegre

O prefeito de Porto Alegre, José Fogaça, será homologado neste domingo pelo PMDB como candidato à reeleição. Fogaça, que em 2004 desbancou a hegemonia de 16 anos do PT, vai disputar a eleição aliado ao PDT e PTB. O prefeito ainda espera o apoio do PSDB, partido da governadora Yeda Crusius, que também realiza convenção hoje. Mas os tucanos estão fortemente divididos.

A marca da crise política atravessada por Yeda após um escândalo de corrupção que envolveu desvio de R$ 44 milhões no Detran paira sobre a convenção tucana.

Yeda opera para que o partido suba no palanque de Fogaça, fortalecendo o laço entre o PMDB, seu principal aliado, e seu governo, mas o diretório municipal do PSDB movimenta-se em outras direções: a candidatura do deputado estadual Nelson Marchezan Júnior ou o apoio ao deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM).

Lorenzoni já foi oficializado candidato com o apoio do PP. As outras candidatas são Maria do Rosário (PT), Manuela D'Ávila (PC do B) e Luciana Genro (PSOL).

domingo, 8 de junho de 2008

Universitária ganha título de Miss Rio Grande do Sul

Alexandre Godinho




Bruna foi eleita a mulher mais bonita do RS (Foto: Alexandre Godinho)


Estado foi o primeiro a escolher candidata para o Miss Brasil 2009.
Do G1, em São Paulo, com informações do ClicRBS*

A estudante Bruna Gabriele Felisberto, de 21 anos, foi a vencedora do Miss Rio Grande do Sul 2009, realizado no sábado (7), em Gramado. Ela foi escolhida entre 53 candidatas para representar o estado no Miss Brasil 2009 e tentar o bicampeonato. A Miss Brasil Natália Anderle levou o título na última edição do concurso.

Bruna, que faz o curso de biomedicina na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), ganhou uma bolsa de estudos, além da faixa e da coroa. Segundo a assessoria de imprensa do evento, atualmente, a miss mora em Porto Alegre, mas representou a cidade de Xangri-lá.


A candidata de Novo Hamburgo, Aline Motta Capra, ficou em segundo lugar, seguida pela Miss Cachoeira do Sul, Thiana Borchhardt Muller.



O Rio Grande do Sul foi o primeiro estado a eleger sua representante para o concurso nacional de 2009.



*(Com informações do Zerohora.com)