quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Assembléia do RS cria comissão para investigar morte de Jango

20/02/2008 - 13h45

da Folha Online
da Agência Folha, em Porto Alegre

A Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou hoje o requerimento do deputado estadual Adroaldo Loureiro (PDT) solicitando a formação de uma subcomissão para investigar a morte do ex-presidente da República, João Goulart, o Jango (1918-1976).

De acordo com Adroaldo Loureiro, os parlamentares terão 120 dias para realizar o trabalho, buscando parceria com a Polícia Federal e o Congresso Nacional, onde senadores e deputados também estão retomando investigações sobre a morte de Jango.

Também integrarão a comissão os deputados estaduais Dionilson Marcon (PT), Paulo Brum (PSDB) e Marco Peixoto (PP).

A discussão sobre a circunstância da morte de Jango surgiu após entrevista do ex-agente do serviço de inteligência do governo uruguaio Mario Neira Barreiro, 54, para a Folha. Na entrevista, ele disse que espionou Jango durante quatro anos e que o ex-presidente teria sido foi morto por envenenamento a pedido do governo brasileiro.

Jango morreu em 6 de dezembro de 1976, na Argentina, oficialmente de ataque cardíaco. Ele governou o Brasil de 1961 até ser deposto por um golpe militar em 31 de março de 1964, quando foi para o exílio.

Segundo o ex-agente, Jango não morreu de ataque cardíaco, mas envenenado, após ter sido vigiado 24 horas por dia de 1973 a 1976.

Barreiro foi interrogado pela Polícia Federal sobre sua participação no suposto assassinato de Jango. Ele cumpre pena por tráfico de armas, falsidade ideológica e roubo a carro-forte.


quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Grande Porto Alegre terá atlas social digital


De: PNUD Brasil
Para: edsonpaim@bol.com.br
Data: 20/02/08 17:26
Assunto: Grande Porto Alegre terá atlas social digital

Boletim nº 481 - Terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Olá, EDSON NOGUEIRA PAIM

Você está recebendo o boletim do PNUD Brasil com as últimas notícias sobre desenvolvimento humano.

Grande Porto Alegre terá atlas social digital
Região metropolitana da capital gaúcha, que engloba 31 municípios, lançará banco de dados gratuito com 200 indicadores socioeconômicos



Porto Alegre, 14/02/2008
Grande Porto Alegre terá atlas social digital
Região metropolitana da capital gaúcha, que engloba 31 municípios, lançará banco de dados gratuito com 200 indicadores socioeconômicos

Crédito: Ministério dos Transportes/ Divulgação
Municípios da Grande Porto Alegre
Araricá
Glorinha
Capela de Santana
Arroio dos Ratos
Nova Hartz
Ivoti
Nova Santa Rita
São Jerônimo
Triunfo
Dois Irmãos
Portão
Eldorado do Sul
Charqueadas
Estância Velha
Santo Antônio da Patrulha
Parobé
Taquara
Campo Bom
Montenegro
Sapiranga
Esteio
Guaíba
Cachoeirinha
Sapucaia do Sul
Alvorada
São Leopoldo
Viamão
Gravataí
Novo Hamburgo
Canoas
Porto Alegre
Outros Atlas regionais
Atlas do Trabalho e Desenvolvimento de São Paulo

Atlas do Desenvolvimento Humano do Recife

Atlas de Desenvolvimento Humano em Manaus

Atlas de Desenvolvimento Humano da Região Metropolitana de Belo Horizonte

Atlas do Desenvolvimento Humano da Região Metropolitana de Salvador
SARAH FERNANDES
da PrimaPagina

A prefeitura de Porto Alegre e o PNUD lançam, nesta sexta-feira, um banco de dados digital e gratuito que agrupa cerca de 200 dados socioeconômicos da região metropolitana da capital gaúcha, formada por 31 municípios. O software reúne indicadores de áreas como renda, trabalho e educação e cria mapas e gráficos de microregiões dos municípios.

A ferramenta, chamada Atlas de Desenvolvimento Humano de Porto Alegre, é inspirada no Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, criado em 2003. Ela traz informações dos Censos de 1991 e 2000 sobre itens como habitação, vulnerabilidade e demografia, além do IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, uma adaptação do IDH aos indicadores dos municípios, feita pelo PNUD e órgãos públicos). O software também disponibiliza gráficos, imagens de satélites e mapas do sistema viário dos municípios.

Para o desenvolvimento do programa, a região metropolitana de Porto Alegre foi dividida em 330 UDHs (Unidades de Desenvolvimento Humano), um agrupamento de setores censitários (menor universo de análise do Censo) vizinhos que apresentam características socioeconômicas semelhantes. A idéia é destacar as disparidades internas dos 31 municípios, que, juntos, têm 3,7 milhões de habitantes.

O Atlas apresenta a situação de cada UDH em relação aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM, uma série de metas socioeconômicas que os paises da ONU se comprometeram a atingir até o final de 2015). Também traz um canal de busca para localizar bairros pelo nome e dados relacionados a trabalho, que só estavam disponíveis no Atlas do Trabalho e Desenvolvimento de São Paulo, o mais recente a ser lançado, em setembro de 2007.

“Na Grande Porto Alegre, a desigualdade é maior dentro dos municípios do que entre os municípios. Os IDH-M vão do Egito até a Noruega, e essas realidades convivem lado a lado”, afirma Olinto Nogueira, coordenador de Desenvolvimento Humano na Fundação João Pinheiro, responsável pela composição do Atlas. “Em algumas UDHs, a mortalidade infantil precisa cair pela metade para atingir os ODM”, afirma.

“A idéia é, no futuro, elaborar uma nova ferramenta com informações do Censo de 2010. O Atlas de Porto Alegre, mesmo trazendo dados de 2000, vai ajudar a seguir a evolução dos indicadores”, afirma a coordenadora do software, Maria Teresa Amaral. “Além disso, as pessoas poderão verificar dados com facilidade e lançar um olhar crítico sobre a região”, avalia.

O Atlas será lançado em 15 de fevereiro, mas o programa deve estar disponível para download em cerca de um mês. O lançamento será durante a Conferência Mundial sobre Desenvolvimento de Cidades, que acontece entre 13 e 16 de fevereiro, em Porto Alegre. O evento tem o objetivo de apresentar e debater práticas para o desenvolvimento das cidades. Além do lançamento do Atlas, o PNUD vai participar da Conferência com uma palestra sobre os Objetivos do Milênio.




Leia mais Reportagens

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Teto de pizzaria desaba e fere cerca de 40 pessoas em Porto Alegre

5/02/2008 - 08h29

O desabamento de parte do forro de gesso de uma pizzaria no bairro Teresópolis, em Porto Alegre (RS), deixou cerca de 40 pessoas feridas na noite de quinta-feira (15). Na manhã desta sexta, 11 permaneciam internadas em observação e para a realização de exames no Hospital de Pronto-Socorro.

Aproximadamente 80 pessoas estavam na Pizzaria La Piubona, localizada na avenida Teresópolis, quando aconteceu o acidente, por volta das 22h30.

As causas do acidente serão investigadas. Testemunhas disseram, segundo o Corpo de Bombeiros, ter ouvido estalos pouco antes de o forro cair. Houve correria.

A área foi isolada para perícia. De acordo com informações do hospital, nenhuma das pessoas atendidas sofreu ferimentos graves.

domingo, 3 de fevereiro de 2008

RS: filha de vice-governador morre em acidente de trânsito


A filha do vice-governador do Rio Grande do Sul morreu em acidente de trânsito na capital gaúcha. Alessandra Feijó, filha de Paulo Afonso Feijó, guiava um automóvel modelo Peugeot quando perdeu controle e se chocou contra um poste. Segundo informações da assessoria do vice-governador, o acidente ocorreu na madrugada deste domingo quando a estudante voltava de uma festa. As outras pessoas que estavam no carro sofreram escoriações leves e foram encaminhadas para um hospital da região, onde passam bem.

Fonte: Uol - Últimas Notícias